Por relações menos líquidas

Por jovens menos alienados…
E maduros menos depressivos e (auto) incompreendidos…
Por mais respeito ao próximo…
E consigo mesmo em primeiro lugar…
Por mais amor e menos dor…
Precisamos falar disso.
Futuro do SexoSomos todos responsáveis.

Nosso propósito

Evoluir a forma como vivenciamos o sexo, a sexualidade e seus (pré-) conceitos, em prol de relações mais conscientes, genuínas e prósperas – para si e demais ao nosso redor.

Serviços

Conteúdos, rodas de diálogos, workshops, cursos, vivências, consultorias, programas de desenvolvimento e pesquisas. Buscamos com a nossa inteligência coletiva co-criar junto ao público soluções que nos ajudem a lidar com tudo o que já está aí e principalmente, com o que está por vir. Acompanhe nossos projetos pelas redes sociais.

O que fazemos

Geramos discussões ricas e sem precedentes de diversas tratativas negligenciadas relacionadas ao sexo, amor e o entendimento de nossa própria sexualidade e seus reflexos. Trazemos a tona o que somos em nossas raízes e coração e provocamos nossas “certezas” sobre o pensar, sentir, praticar, interagir e esperar do próximo. E assim, buscamos contribuir para que a nossa sociedade se prepare para o que está por vir. Muito mais rápido do que a maioria acredita.

Por que existimos?

O mundo em que vivemos está em constante mudança em uma velocidade jamais presenciada antes. Os campos das Ciências e Tecnologias tem evoluído bem mais rapidamente do que a cultura da sociedade frente a estas evoluções todas, o que acarreta em uma série de desarranjos entre as expectativas dos seres humanos e suas consequentes frustações. Em “Por que Futuro não Presente?” esclarecemos a importância de não mais protelarmos tais discussões. #boracontribuirfs

O Futuro do Sexo e equipe

Somos um negócio social que atua em rede que visa rediscutir as relações humanas.

Somos um ambiente. E vários ao mesmo tempo. Virtual, mas também com muitos encontros
presenciais e descentralizados.

Tratamos de temas considerados por muitos, delicados, complexos, controversos, mas acima de tudo, urgentes e importantes de serem discutidos com toda a sociedade – sempre buscando traçar uma análise de possíveis impactos futuros e soluções. Para juntos refletirmos sobre o futuro que queremos construir, já que órgãos competentes, como os governos e judiciário por exemplo, não estão tratando destes tão polêmicos temas e uma série de consequências na velocidade que entendemos que estas questões deveriam ser tratadas.

Modelo Organizacional
Bebemos de várias fontes tidas como mais disruptivas, inovadoras e que entendemos estar mais conectadas com toda a direção de trabalho no futuro. Acreditamos que emprego talvez até venha faltar no futuro, mas trabalho, definitivamente não. E por isso todo o nosso movimento vem de encontro com esta expectativa.

Inspirações estas que vem sendo testadas e aprimoradas por algumas comunidades ao redor do mundo e que começam a encontrar cada vez mais adeptos, inclusive por conta não apenas de seus princípios e valores, mas também porque tais práticas começam a colher cada vez mais frutos saudáveis, sustentáveis e prósperos.

Reinventando as Organizações - Frederic Laloux

Entre algumas delas (porém não as únicas), escolhemos trabalhar em rede. Organizações Teal, termo cunhado por Frederic Laloux em seu livro Reinventando as Organizações, também nos ajuda a compreender melhor formas, processos e estruturas possíveis que permitam que nossos sonhos se tornem realidade.

Somos abertos a ideia de que o futuro é descentralizado.

Isso é o Futuro. E somos todos responsáveis na construção deste lindo e complexo (como tudo na atualidade) caminho. Somos Futuro do Sexo.

Nota: “Interessado em conhecer mais sobre Organizações Teal? Recomendamos a leitura do livro citado acima.

Cassiana Buosi

Sou a idealizadora e iniciadora deste projeto, que não seria nada sem todos os outros envolvidos. Sou uma eterna estudante (e que assim seja! Amém!) de movimentos em direção ao futuro. Após quase 20 anos atuando em diversas áreas em uma multinacional, entre elas Design, Marketing e Treinamento, nas quais tive muito acesso a análises de tendências e comportamentos humanos, resolvi que queria contribuir mais efetivamente para uma discussão relevante para a sociedade. Como de praxe, sempre busquei ajudar a solucionar problemas complexos. E tinha certeza que encontraria um que me motivasse a sair da cama louca para contribuir todo santo dia. Aqui, neste exato ponto, entra uma outra história – contada no post “Adultização das crianças e os mais (im)prováveis responsáveis” – que dá “liga” com o parágrafo abaixo. Mas como ela desvia um pouco do propósito aqui, desta seção, optei por tratá-la paralelamente. Mas a discussão lá é séria, sugiro a leitura! ; )

Voltando então para o [quem somos], sou uma curiosa nata e comecei a focar meus estudos sobre pensamentos futuros, entre eles as tratativas relacionadas ao futuro do sexo. E fui gostando tanto da riqueza do assunto que entre tantas outras opções de negócios que pensei em tocar, decidi que queria mesmo era contribuir nesta celeuma. Senti “O Chamado”, sabe?

Minhas formações? Um monte, mas de verdade, não acho que hoje elas importam como títulos, apenas como conhecimento acumulado e visão mais sistêmica mesmo e estes conhecimentos serão compartilhados por meio deste projeto. Quanto mais me conecto com estudos sobre futuros, mais concluo que qualquer um pode ser quem quiser hoje, independente de títulos – afinal estamos na era da democratização da informação. Cansei de ver “Doutores” com seus peitos estufados e almas vazias e (ex-)pedreiros, (ex-)varredores de rua, (ex-)domésticas muito mais cheios de bom conteúdo e entendimento de vida do que qualquer profissional cheio de títulos. Sejam todos [do] bem – vindos ao Futuro do Sexo e suas provocantes e mais do que necessárias discussões.

Sou, gosto e vivo com gente. Gente boa, do bem, com conteúdo interessante, seja o tema que for, desde que com respeito mútuo – sempre!
[ Veja os posts desta autora ]

Bruno Macedo

Pesquisador, Futurista, Designer de Experiências e co-fundador do FEX.
Movido pela paixão de conhecer e compartilhar, é inspirado por desafios que rompam com as normas convencionais e ajudem a construir o futuro.
[ Veja os post deste autor ]

Camille

Em 2008 descobri que existia o oriente e o conceito de não-violência. A partir disso, enveredei pela trilha do autoconhecimento e passei a integrar grupos de ativismo em prol dos direitos animais. Cursei alguns semestres de Ciências Sociais e fui marcada principalmente pelas pesquisas sobre sistema prisional e arte contemporânea em um hospital psiquiátrico. Fui selecionada e participei do curso internacional Guerreiros Sem Armas 2015, de lá para cá facilitei minicursos sobre Comunicação Não-violenta, acreditando mais do que nunca que um mundo novo só será construído com relações novas.
[ Veja os posts desta autora ]

Claudia Mamede

Mãe de dois garotões, jornalista, empresária e no caminho de ser uma líder educadora. Há mais de 20 anos atua na área de comunicação corporativa, com passagens por redações de jornais, revistas e área de Marketing de grandes empresas, hoje atua como consultora em comunicação para PMEs, na sua própria empresa.
[ Veja os posts desta autora ]

Edgar W Santos

Edgar W Santos

Sou coach com formação em Constelações Familiares e Constelações Organizacionais, especialista em Eneagrama e consultor em projetos de desenvolvimento local sustentável. Articulista em jornais e blogs, escrevo sobre os desafios de quem busca o equilíbrio e a inteireza nos seus relacionamentos.
[ Veja os posts deste autor ]

Gisele Rodrigues

Gisele Rodrigues

Nascida no Pará (mas com sangue mineiro), Psicóloga, especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho, curiosa por assuntos relacionados a psicanálise, filosofia e tudo que se refere a comportamento humano e relacionamentos sociais… aprecio muito as manifestações de criatividade e sentimentos através da música, literatura e das artes em geral. Acredito na possibilidade de mudança das pessoas, das formas de relacionamento entre elas e do futuro por meio da educação, da informação e da busca constante do conhecimento que cada um possa ter de si próprio e do mundo, ampliando as potencialidades e diversidades que existem em cada um de nós.

Helen Keller

Fisioterapeuta- Mestre em Gerontologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP (2017). Especialista em Fisioterapia Geriátrica pela Universidade Federal de São Carlos – UFScar (2014).
Tem experiência na área de Fisioterapia em saúde da mulher, com ênfase em uroginecologia e sexualidade , Revisora da Revista Kairós Gerontologia. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e Saúde. Palestrante e pesquisadora da Sexualidade no envelhecimento e na velhice, nas deficiências físicas, intelectuais e de pessoas em situação de vulnerabilidade.
[ Veja os posts desta autora ]

Helga Monaco

Helga Marquesini

Médica Ginecologista e Obstetra formada pela USP, com Especialização em Sexualidade Humana e Nutrologia. Interessada em vida saudável e bem-estar.
[ Veja os posts desta autora ]

Jacques Barcia zoom

Jacques Barcia

Jacques Barcia é futurista profissional, autor de ficção científica, mestre em Design e jornalista premiado. Cobriu tecnologia, crime e direitos humanos por 15 anos. Como escritor, teve histórias publicadas em antologias como Shine: An Anthology of Optimistic SF e The Apex Book of World SF, além de revistas como Clarkesworld e Electric Velocipede. Jacques é um dos futuristas da Futuring.Today, onde coordena pesquisas de futuros, sessões de estratégia e inovação e cria história para hackear o amanhã. Ele também é consultor de futuros do parque tecnológico Porto Digital, no Recife, onde coordena o projeto Mind the Future – uma unidade de observação tecnológica e estratégica de longo prazo que ajuda startups, empresas maduras e órgãos de governo a entender, visualizar e criar ações pensando pelo menos uma década no futuro. Jacques também é professor na Faculdade Cesar, na UFPE e na Uninassau. Ele é certificado pelo Institute for the Future (IFTF) e é membro da Association of Professional Futurists (APF).

Jade Chaib

Imersa em processos de autoconhecimento com foco em novas espiritualidades, já vive o universo de relações não tradicionais desde cedo. Aprendiz autônoma de diversas áreas, já atuou na educação popular e na cena do teatro independente e hoje estuda metodologias e formas para co-criar o futuro que desejamos.
[ Veja os posts desta autora ]

João Luiz Vieira

É jornalista e trabalhou em quatro jornais diários (Folha de São Paulo, Estado de São Paulo, Jornal do Commercio e Correio de Jaboatão), quatro revistas (Época, Marie Claire, Quem Acontece e Top Magazine) e dois portais de internet (Terra e IG). Roteirista de diversas séries, dentre as quais “Vende-se Amor”, “Sexo.doc” e “31 Gêneros”, além de dois longas-metragens. Pós-graduado em Projetos Culturais e Educação Sexual, assina como autor/coordenador de alguns livros na área. É sócio-proprietário e diretor editorial do site de sexualidade PPQO e da produtora 2+ Ideias. Desde 2017 atua em sociedade com Kahuê Rozzi no projeto Sexo_Sem_Medo, do YouTube, onde responde por roteiro e apresentação.
[ Veja os posts deste autor ]

Luciana Fernandes

Luciana Fernandes

Meu propósito é descobrir como posso ajudar o ser humano a se manter saudável e feliz e, para isso, me formei em Farmacêutica e Bioquímica, buscando compreender inicialmente os processos da vida. Durante minha jornada profissional, encontrei na Antroposofia e na Salutogênese, informações sobre onde buscar verdadeiramente aquilo que nos torna saudáveis. Neste processo, descobri que uma das principais causas das doenças é o uso inadequado da força sexual. Minha colaboração para o Futuro do Sexo procura mostrar como as pessoas podem viver relações mais verdadeiras, felizes e prazerosas e, acima de tudo, saudáveis.

Luciana SZanon

Psicóloga, Psicoterapeuta, Mediadora de Conflitos, Palestrante e Celebrante de Casamentos.
Mãe de duas lindas pérolas, Letícia e Luisa. Sou um turbilhão de emoções em um só corpo… Intensidade é o meu sobrenome. Direciono toda minha energia em acompanhar as pessoas incentivando-as a buscar sempre o seu melhor.  Meu comprometimento junto ao Futuro do Sexo é seguir nesse incentivo às pessoas a pensar ‘fora da caixa’ e SER FELIZ, afinal é o que TODO ser humano busca e necessita, pois valorizo a consciência do feminino e masculino Sagrado e sua tríade AMOR-SEXO-EROTISMO, respeitando os anseios do amor e da liberdade.
[ Veja os posts desta autora ]

Marchesa de Sadi

Meu nome é Marcia Pereira, nasci em São Paulo e fui criada no interior paulista, no seio de uma família de ascendência portuguesa + espanhola + índia.  A mistureba bem temperada ajudou a acordar meu apetite sexual, que muitos classificam de insaciável — são os que não entendem que sexo é vida, sexo dá vida. Sou profissional de comunicação há mais de 30 anos, com formação na USP, e tenho contribuído com minha verve libertária para a confecção de livros eróticos — inclusive o meu próprio, “A Mulher Que Amava Todos Os Homens” — e sites que discutem a sexualidade, com o pseudônimo de Marchesa de Sadi, que será como assinarei meus textos aqui.
[ Veja os posts desta autora ]

Mayumi Sato

Mayumi é meio de exatas, meio de humanas. Quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e para isso acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano.

Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Feminista sex-positive.
[ Veja os posts desta autora ]

Michele Pruschinski

A paixão por psicologia é o que move minha curiosidade por questões humanas. Especializada em Desenvolvimento Humano e Psicologia Corporal Biodinâmica só aumenta meu interesse na integração corpo-mente-espírito-emoções. Sou mãezona e mulher cheia de afeto, empreendedora, gosto de vivenciar a liberdade e tenho interesse por inovação social. Meu propósito é conectar pessoas à sua essência para que possam manifestá-la de forma criativa e única, e a sexualidade tem tudo a ver com isso. Sou aquariana, futurista segundo o zodíaco, procuro compreender e viver no agora aquilo que vejo à frente do meu tempo.
[ Veja os posts desta autora ]

Neise Galego

Pedagoga, Sexóloga, Terapeuta Tântrica e Educadora Sexual Somática. Sou mulher, mãe, profissional, filha, amiga, amante, profana e sagrada. Sou uma buscadora e entrei na área da sexualidade porque fui atrás da minha missão de vida. . Quero dividir o que aprendi com os estudos e com a vida e com isso poder falar abertamente sobre um assunto com tantos tabus, preconceitos. Quero quebrar paradigmas de uma sociedade que nos incutiu a ver o sexo como pecado, já que o vejo como sagrado.
[ Veja os posts desta autora ]

Pollyanna Rodrigues

Antes de tudo, mulher! Atualmente trabalho, estudo e sou mãe de jovens… Socióloga, especialista em Gestão de Negócios, Administração do Terceiro Setor, Políticas Públicas e Mestranda em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento local. Envolvida em projetos e causas sociais há mais de 20 anos. Líder de Projetos no Instituto da Oportunidade Social, co-fundadora do grupo Amigos do BHem e membra do projeto Visibilidade Feminina. Inquieta e otimista por natureza.
[ Veja os posts desta autora ]

Prem Agni (Thiago Santoro)

Terapeuta Holístico, Mestre em Reiki Essencial Leitor de Aura (pela Escola de Leitura de Aura das Rosas de Piracanga), e há 14 anos estudioso do Xamanismo. Visionário por natureza, trabalha com foco no auto-conhecimento. Tem se dedicado ao trabalho com Homens sobre o Masculino e suas implicações pessoais e culturais. Coordenador do projeto Diálogo Masculino – DM.
[ Veja os post deste autor ]

Sérgio Flávio Barbosa

Professor universitário de Filosofia e Sociologia. Integrante da Fundação no Brasil da Campanha do Laço Branco – Homens pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Criou os primeiros grupos reflexivos para homens autores de violência contra a mulher e é gestor do projeto Tempo de Despertar no Ministério Público de São Paulo para o trabalho de responsabilização de homens autores de Violência contra a Mulher dentro da Lei Maria da Penha.
[ Veja os post deste autor ]

Tiago da Mota e Silva

Tiago Mota

Jornalista, mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e comunicólogo. Meus assuntos prediletos estão na intersecção entre Mídia, Comunicação e Cultura. Um espectro amplo de temas que permite passear entre diferentes objetos de reflexão. Especializei-me em gamificação e linguagens lúdicas; pesquisei, também, sobre uso de tecnologias e jogos eletrônicos em contextos educacionais; e, agora, para compreender melhor sobre ambientes de consumo midiático, resolvi estudar sexo e pornografia.
[ Veja os post deste autor ]

Nosso manisfesto

 

Enxergamos um futuro promissor, otimista, onde a unicidade será soberana frente a tantos conflitos carregados de ódio, ego, luta pelo poder e tantos outros sentimentos infelizmente enraizados em tantos grupos ao redor do globo. Cabe a cada um de nós fazermos a nossa parte sim. Não apenas pelo todo. Mas em primeiro lugar, para nós mesmos. E quando cada alma se sentir verdadeiramente livre e responsável por seus atos, aí então será muito simples darmos as mãos e unidos continuar construindo um mundo melhor.

Já parou para refletir?

 

De que adianta pensarmos que o ser humano começa a intervir demais na evolução da espécie? Demais é relativo. Ao longo dos últimos 100, 200 anos o ser humano faz isso, que é conhecido pelos acadêmicos e especialistas como o trans-humanismo. O simples fato de usarmos óculos por exemplo já é uma intervenção por exemplo, assim como a cirurgia de catarata ou a aplicação de um instrumento qualquer, como um marca-passo em nosso organismo que contribua para uma melhor qualidade de vida, quando não mais longa inclusive. Portanto, as mudanças, a evolução, sempre existiu. A única diferença do momento em que vivemos é a velocidade e impacto destas mudanças.

Esperamos que nossos ambientes – seja aqui no site, nas redes sociais ou nos pontos físicos que ora estejamos – contribuam para ampliar este diálogo.

 Gostaria de publicar ?

 

Quer publicar artigo em nosso ambiente? Envie uma prévia do que gostaria de explorar por meio deste link e te retornaremos assim que possível esclarecendo algumas premissas básicas antes mesmo de você desenvolver algo mais elaborado, ajudando a todos os envolvidos (e principalmente você) a produzir melhor em nosso tempo hoje tão escasso. : )